256 Propriedades para venda

  • Herdade com 80 hectares com projeto turístico rural perto de São Bartolomeu de Messines

    Usado

    € 15 000 000
    Venda-se terreno de 80 ha localizado ao norte de São Bartolomeu de Messines (conselho de Silves), perto da IC1, com possibilidade de projeto para empreendimento turístico rural.
    • 803240m2
    • 1680m2
    • 0
    • 1
    • Ref. JFMGE-HERDADEMESSINESBR
  • Monte Santos | Loteamento denominado por "Monte Santos" com 79093 m2 situado em Sintra

    € 13 300 000
    Loteamento Monte Santos com uma área Bruta de Construção total de 16.105 m2, constituído por 32 lotes de terreno, inseridos em pleno parque natural Sintra Cascais, destinado à construção de 30 moradias unifamiliares isoladas, uma unidade hoteleira e um espaço de comercio/serviços. A urbanização tem uma excelente vista de serra para o Castelo dos ...
    • 79093m2
    • 79093m2
    • Ref. JFBCP-97438
  • Santa Margarida | Terreno urbano com 21,8 hectares em TAVIRA

    Projecto

    € 8 600 000
    Terreno em Tavira com 21,8 hectares, na ligação entre a A22 e o centro da cidade de Tavira, num local com excelente excelente potencial de desenvolvimento. O terreno encontra-se nas imediações da cidade de Tavira, no sotavento algarvio, a 37 Km de Faro (a 39 Km do aeroporto), a 300 Km de Lisboa e a 172 Km de Sevilha. O Plano de Pormenor de Pêro G ...
    • 218837m2
    • 218837m2
    • Ref. JFCGD-02025078
  • Herdade Sesmarias dos Nobres | Herdade no Alentejo denominada por "Sesmarias dos Nobres" situada em Grândola

    Usado

    € 3 600 000
    A Herdade Sesmarias dos Nobres com uma área de 63 hectares está situada próxima de Grândola. Composta por 3 grandes Lagos (14+11+6 mil m2 x ±10 de altura), o maior com parte convertida em Piscina Orgânica, tem peixes, lagostins, lontras e muitas aves. Terras boas para plantação de physalis, e todo tipo de cultura, não tem culturas a mais de 30 a ...
    • 630000m2
    • 707m2
    • 15
    • 11
    • Sim
    • Ref. JF-212EE
  • Pinhal Redondo | Terreno com 6 hectares no Montijo

    € 3 100 000
    Terreno Misto no Montijo, com área total de 59.880 m² (um artigo com 37.800 m² e outro com 22.080 m²), na Estrada Real, em zona agrícola com pequenos aglomerados de habitação, localizada entre a estrada Montijo/Samouco, a estrada N119 Montijo/Alcochete e autoestrada A2. Possui uma Frente de cerca de 110 m para a Estrada Real, a cerca de 650 m da e ...
    • 59880m2
    • 59880m2
    • Ref. JFCGD-02018212
  • Cruz da Légua | Empreendimento Fabril na Cruz da Légua

    Usado

    € 3 050 000
    Armazém industrial (empreendimento fabril) de 23.503 m², localizado em Cruz da Légua (Porto de Mós), correspondente ao edifício fabril destinado a fabrico de telhas e acessórios, constituído por três fábricas e edifício de escritórios e de instalações sociais. É composto por 3 artigos matriciais (2894, 2478 e 2890) para uso industrial: três fábric ...
    • 39670m2
    • 22955m2
    • Ref. JFCGD-02026914
Equipa

Equipa

Vítima do seu sucesso e devido ao rápido crescimento em volume de transações na região algarvia, a empresa e marca registada VILLAMARKET no mercado desde 2018 sentiu a necessidade de criar rapidamente equipas presentes de Norte a Sul do país para ajudar os seus clientes em concretizarem os seus sonhos sempre "a preço MARKET"! - A nossa equipa composta por 12 elementos está a procura de mais talentos : Quer fazer da sua profissão um hobbie remunerado? Calha bem, pois estamos a procura de consultores imobiliários de norte a sul do país para integrar a nossa equipa jovem e dinâmica. Esta a espera de quê? Entre em contacto connosco ! - Na direção, gestão e management das equipas comerciais, o CEO da VILLAMARKET Jerome Ferreira preenche na perfeição este papel de gestor tendo em conta a sua vasta experiência já comprovada com mais de 10 anos na área da mediação imobiliária e na gestão de projetos de investimento. Quer vender a sua casa? Está a procura de um projeto para investimento ou para viver? A equipa da VILLAMARKET encontrará "a sua VILLA de sonho a preço MARKET"! - No apoio jurídico a Dra. Diana Patrícia Oliveira Marques licenciada em solicitadoria pela faculdade de Beja, é sem dúvidas uma grande mais valia para a VILLAMARKET, pois além da sua permanência diária na nossa sede em ALBUFEIRA, a Dra. Diana apoia a VILLAMARKET em toda a parte jurídica e obviamente acompanha todos os nossos clientes para : a elaboração e assinatura de CPCV, acompanhamento jurídico dos nossos clientes, reconhecimento de assinaturas, traduções oficiais, obtenção de Alojamento Local, criação de empresas e alterações dos estatutos das mesmas, procurações diversas, obtenção do estatuto de Residente Não Habitual (RNH), legalização de automóveis, obtenção de NIF e muito mais... para mais informações não hesite em contactar-nos através do e-mail seguinte :  dianaomarques@hotmail.com.  - Porque o sentido de ajuda e de responsabilidade social faz parte da cultura da VILLAMARKET, a
Detalhes
Serviços e Parceiros

Serviços e Parceiros

Tendo em conta o crescente aumento das nossas transações imobiliárias nesses últimos anos e pelo facto de grande parte dos nossos clientes serem francófonos e não residirem no ALGARVE, a VILLAMARKET sentiu-se na obrigação em propor um leque de serviços aos nossos clientes além da mediação imobiliária através dos nossos parceiros de negócios : - Para os serviços de solicitadoria e as atividades jurídicas poderão contar com a Dra. Diana Patrícia Oliveira Marques em permanência na nossa loja da Marina de Albufeira. - Com o objetivo de valorizar e manter o património dos seus clientes a VILLAMARKET dispõe do serviço de mediação de obras através do nossa decoradora Andreia Coelho e em parceria com a empresa BRANQUIMENSO que ajudará os nossos clientes a encontrarem os melhores empreiteiros ao melhor preço. Além dos serviços de remodelações e construção a BRANQUIMENSO também faz serviço de limpezas e tem uma lavandaria aberta ao público na zona da Oura e Avenida dos Descobrimentos em ALBUFEIRA. - Para os serviços de arquitetura e engenharia poderá contar com a nossa parceira a Arquitecta Sofia Nobre Costa sendo uma grande mais valia para a concretização dos projetos dos nossos clientes além de ela falar francês. - Para os serviços de foto reportagens e vídeos contamos com a nossa parceira Raquel Moura como sendo um fotógrafa professional especializada no ramo imobiliário e com excelentes equipamentos como drones e máquinas fotográficas com grandes qualidades. Porque a mediação imobiliária é um negócio de pessoas baseado na confiança, a VILLAMARKET conta com todos os seus parceiros para que continuem o nosso trabalho prestando o mesmo serviço de excelência aos nossos clientes. Os nossos parceiros são aos nossos olhos e o nosso serviço pós venda: - A VILLAMARKET é parceira das entidades
Detalhes
O Mercado de Loulé

O Mercado de Loulé

O Mercado Municipal de Loulé foi inaugurado no dia 27 de Junho de 1908, altura em que a Câmara Municipal era presidida por José da Costa Mealha. O edifício foi construído segundo projecto do Arquitecto Alfredo Costa Campos, de Lisboa, embora o mesmo projecto tenha conhecido algumas alterações desde o documento inicial de 1903 que por sua vez já tinha por base um outro projecto de 1898 cujo o autor se desconhece. A ideia de construir um mercado para o peixe, frutas e hortaliças era já antiga e consensual, no entanto, a sua localização e o número de mercados a construir não reunia o consenso dos Louletanos. A rivalidade era sentida sobretudo entre a Freguesia de São Sebastião e a Freguesia de São Clemente. Segundo os jornais da época existiam diversas propostas quanto à localização do Mercado. Em 1891, a Câmara Municipal encomendou ao Construtor de Obras Públicas de Faro um projecto para o mercado de venda de peixe. Esse mercado seria construído junto ao Largo de Chafariz (actual Largo D. Afonso III) e consistia numa planta rectangular com 33 metros de comprimento e 19,5 metros de largura, tinha 60 bancas com um metro quadrado cada e nove compartimentos para arrecadações. Este projecto não foi concretizado mas reflecte a preocupação da Câmara relativamente à venda do peixe por ser a mesma que arrancava mais críticas aos Louletanos. Após uma longa discussão, a Câmara decide então, em finais do século XIX, construir o Mercado ao lado do edifício dos Paços do Concelho e iniciam-se então as expropriações e respectivas demolições no início do século XX. Em termos arquitectónicos, o mercado adoptou o estilo revivalista de inspiração árabe com quatro pavilhões e quatro portões de acesso. Porém, a Câmara não tinha grandes disponibilidades financeiras naquele momento e a verba disponível era insuficiente para a execução da totalidade do projecto. Nesse sentido, foi pedido ao arquitecto que fizesse algumas alterações no projecto, as quais foram apresentad
Detalhes